Não me lembro .......

.......se alguma vez mencionei aqui, mas há uns anos atrás, eu era bastante participativa das actividades paroquiais da minha freguesia.

Não havia muita juventude, por isso a minha Mãe sempre tentou que eu me envolvesse... e conseguiu.

Era catequista, fazia parte do grupo coral, do grupo de leitura da missa, era zeladora de um altar, limpavamos a igreja e tudo o que fosse necessário.

Todos os padres que por lá passaram eram jovens, em inicio de carreira, por isso era fácil eles cativarem a juventude. Quando comecei a trabalhar no meu emprego anterior, como trabalhava aos fins de semana, tive que deixar algumas destas actividades. Senti falta, devo confessar.

Depois casei, sai da minha aldeia e afastei-me por completo da igreja. Vou à missa algumas vezes, raras vezes, melhor dizendo.

Não deixei de acreditar na religião, mas à certas coisas que me desmotivam.

Gosto de ir a Fátima e não há uma única vez que não me emocione com a imagem de Nossa Sra., com a procissão de velas e com o Adeus.É dos momentos mais arrepiantes.

 

Agora dou por mim, muitas vezes,  a entrar numa igreja, numa hora qualquer, em que esta  completamente vazia, a falar sozinha, a sentir-me em paz com aquele silêncio, muitas vezes com lágrimas a correr pelo rosto sem eu me aperceber. Não sei explicar o que me vai na alma, sinto-me bem ali.......serena......sinto-me minúscula perante as imagens da igreja. De inicio assustava-me, tinha medo; era muito escura, com uns tectos altissimos, muito comprida......mas depois fui avançado (de inicio sentava-me junto à porta de entrada, agora já me consigo sentar nos bancos da frente) e sentia-me bem. Sou capaz de passar lá horas, sozinha.

Se há uns anos atrás me dissesem que isto iria acontecer, eu não acreditava...já passava lá tanto tempo, ia lá agora estar lá sentada sozinha.

Mas os tempos mudam, as circuntâncias da vida mudam, a idade muda, nós mudamos, quer se queira quer não.

E há tantos planos que se fizeram, que se fazem e que eu não sei se algum dia se vão realizar............e custa tanto, tanto........

 

publicado por susel às 12:10 | comentar | favorito